terça-feira, 4 de maio de 2010

Conheça mais sobre os Parceiros de Chico Buarque na Agend@! Parte 1


Os Olhos Azuis e seus amigos compositores!

"...Palmas pra ala dos
barões famintos
O bloco dos napoleões retintos
E os pigmeus do bulevar
Meu Deus, vem olhar
Vem ver de perto uma
cidade a cantar
A evolução da liberdade
Até o dia clarear
Ai, que vida boa, olerê
Ai, que vida boa, olará
O estandarte do sanatório..."




Edu Lobo: Filho do compositor Fernando Lobo, começou na música tocando acordeão, mas acabou se interessando pelo violão, contra a vontade do pai. Iniciou a carreira nos anos 60 fortemente influenciado pela bossa nova, quando então numa parceria com Vinicius de Moraes, compôs Só Me Fez Bem. Porém, com o decorrer do tempo adotou uma postura mais político-social, refletindo os anseios da geração reprimida pelo ditadura militar brasileira.
Ao mesmo tempo em que participava de vários festivais de música popular, obtendo o primeiro prêmio em 1965 como Arrastão (com Vinicius de Moraes) e em 1967 com Ponteio (com Capinam), Edu dedica-se a compor trilhas para espetáculos teatrais, entre eles o histórico Arena Conta Zumbi, ao lado de Gianfrancesco Guarnieri. Depois de uma temporada nos Estados Unidos, Edu volta ao Brasil e retoma várias parcerias, entre elas a com Chico Buarque, e compõem a música de novas peças e balés.


Assista, Cante e Vibre com Edu Lobo e Chico Buarque cantando Beatriz:


http://www.youtube.com/watch?v=cbGbm-n-iXc


Próximos homenageados do Sarau Literário Piracicabano do dia 18 de Maio de 2010:Chico Buarque e o conjunto musical Receita Caseira (cantando Chico Buarque e seus parceiros)

Local: No Teatro Municipal “Dr. Losso Netto na sala 2 na Rua Gomes Carneiro, 136 - Piracicaba-SP
Dia: 18 de Maio (Terça-feira)

: 19h30 às 21h30

Ingresso: Gratuito (limite 100 lugares)

Classificação: Livre







Caetano Emanuel Viana Teles Veloso (Santo Amaro da Purificação, 7 de agosto de 1942): Iniciou a carreira interpretando canções de bossa nova, sob influência de João Gilberto, um dos ícones e fundadores do movimento bossa nova. Colaborou com os primórdios de um estilo musical que ficou conhecido como MPB (música popular brasileira), deslocando o melodia pop na direção de um ativismo político e de conscientização social. O nome ficou então associado ao movimento hippie do final dos anos 1960 e às canções do movimento da Tropicália. Trabalhou como crítico cinematográfico no jornal Diário de Notícias, dirigido pelo diretor e conterrâneo Glauber Rocha. A obra adquiriu um contorno pesadamente engajado e intelectualista e o artista firmava-se sendo respeitado e ouvido pela mídia e pela crítica especializada.
Participou na juventude de espetáculos semi-amadores ao lado de
Tom Zé, da irmã Maria Bethânia e do parceiro Gilberto Gil, integrando o elenco de Nós por exemplo, Mora na filosofia e Nova bossa velha, velha bossa nova em 1964. O primeiro trabalho musical foi uma trilha sonora para a peça teatral Boca de ouro, do escritor Nelson Rodrigues, do qual Bethânia participou em 1963, e também escreveu a trilha da peça A exceção e a regra, do dramaturgo alemão Bertolt Brecht, dirigido por Álvaro Guimarães, na mesma época em que ingressou na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal da Bahia. http://saladeestarchicobuarque.blogspot.com/

Cante junto com Caetano veloso e Chico Buarque

Djavan Caetano Viana Nascido em Maceió, capital de Alagoas, filho de uma mãe afro-brasileira e de um pai neerlando-brasileiro. Sua mãe, lavadeira, entoava canções de Ângela Maria e Nelson Gonçalves. Aprendeu violão sozinho na adolescência. Sempre gostou muito de jogar futebol.
As composições de Djavan já foram gravadas por
Al Jarreau, Carmen McRae, The Manhattan Transfer, Loredana Bertè, Eliane Elias; e, no Brasil entre outros por Gal Costa, João Bosco, Chico Buarque, Daniela Mercury, Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Simone, Caetano Veloso e Maria Bethânia.

Djavan canta com Chico Buarque:


Convite: Você vai gostar

NOTAS DE UM SEM TEMPO
Ana Fridman compositora, arranjadora e autora de trilhas sonoras para teatro e dança mostra em seus espetáculos faixas do CD “Notas de um sem tempo”, com recriações de trechos de trilhas sonoras compostas para espetáculos de dança, de teatro e também inclui trechos de seu primeiro trabalho de música instrumental, o CD “O Tempo, a Distância e a Contradança” lançado pelo selo Zabumba Records em 2004 e premiado em 2007 pelo projeto “Rumos”, promovido pelo Itaú Cultural.

O trabalho de Ana Fridman propõe novas formas de elaboração da linguagem musical instrumental, buscando sua sonoridade na intersecção de culturas não ocidentais com a cultura brasileira, dando continuidade à pesquisa sonora iniciada pela compositora a partir de pesquisas e viagens fora do Brasil, para buscar na música folclórica de países como África, Índia e Java, uma relação estreita e uma conversa musical com a nossa cultura.
Considerando a originalidade de suas composições, o objetivo destes espetáculos é também contribuir com a divulgação da música instrumental brasileira, levando ao ouvinte um trabalho sofisticado e de qualidade.

Serviço:
Notas de Um sem Tempo – Ana Fridman.
Música Instrumental
06 de maio às 20h
Teatro Municipal Dr. Losso Netto.
Av. Independência, 277 Centro
Ingressos à venda na bilheteria do Teatro.
Inteira: R$5,00
Estudante, Idoso e Professor do Estado: R$2,50
INFORMAÇÕES: 3433-4952

5 comentários:

  1. Oi, Ana!
    Gosto muito de letras do Chico, porém, confesso: prefiro Chico compositor a cantor... rs...

    "Música!Música!Música!", já pedia Cleópatra de Shakespeare,

    Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Anônimo4/5/10 15:42

    Ana: você merece todos os aplausos e elogios, por toda esta maravilha cultural que divulga aos seus pares. Ah, cantar junto com Caetano e Chico!... Ó céus, que glória! E o Chico, Ana, com aquela malha branca, de gola alta... Abraços da Marisa Bueloni

    ResponderExcluir
  3. Ana,está um céu de estrelas sua agenda!Quantos compositores maravilhosos,que tanto fizeram por nossa música e tenho tão belas lembranças!Adorei seu post!Bjs,

    ResponderExcluir
  4. A agenda Cultural recebeu de Cynthia Lopes o seguinte recado:

    Nossa, um grande evento!
    parabéns para Piracicaba e para os organizadores.
    Música e poesia, o casamento perfeito em arte.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Cara Ana
    Só posso dizer que este blog é uma preciosidade por todas as belezas que apresenta.
    abraço

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário